IMG_3225.JPGComo parte do evento Reviva Parque, realizado no último dia 14 no Parque Central, em União de Vila Nova, foi apresentado o projeto de Regina Silveira para a calçada que circunda esse importante espaço público.
O desenho da calçada foi desenvolvido a partir de workshop realizado com os moradores. A proposta agora foi divulgada por lambe-lambes, fixados em construções ao redor do Parque, com a permissão e o apoio dos proprietários dos locais. Os lambe-lambes foram produzidos pela artista, em conjunto com o Com-Com, projeto de comunicação comunitária, e a CDHU.

IMG_3168.JPGOcorreu no sábado, dia 14/05, o primeiro Reviva Parque, evento dedicado à recuperação do Parque Central, importante espaço público de União de Vila Nova, na zona leste. O evento foi preparado pela CDHU, Viveiro Escola e NUA, em parceria com ZL Vórtice. Nesse dia foram realizadas diversas atividades culturais (apresentações de música e dança, grafites), torneio de futebol e oficinas: apresentação por meio de lambe-lambes do projeto Nossa Calçada, plantio de mudas nas margens dos canais de drenagem, reuso de materiais para reforma dos equipamentos e brinquedos e aplicativo de celular para monitorar depósitos irregulares de lixo.

lambe01.JPGPreparando o evento Reviva Parque, que será realizado no próximo sábado, dia 14, estão sendo impressos lambe-lambes com os desenhos para calçada que Regina Silveira desenvolve com a comunidade. Os lambe-lambes serão colados na área e arredores, ajudando a difundir o projeto, voltado para a recuperação do Parque Central, importante espaço público de União de Vila Nova.

 lambe02.JPG
Reviva Parque está sendo preparado pela CDHU (Superintendência de Ações de Recuperação Urbana), Viveiro Escola e NUA, em parceria com ZL Vórtice. Nesse dia serão realizadas diversas atividades culturais (apresentações de música e dança, grafites), torneio de futebol e oficinas: plantio de mudas nas margens dos canais de drenagem, reuso de materiais para reforma dos equipamentos e brinquedos, aplicativo de celular para monitorar depósitos irregulares de lixo. Além da apresentação do projeto Nossa Calçada.
Os lambe-lambes estão sendo produzidos pelo Com-Com, projeto de comunicação comunitária que trabalha com a CDHU.
Artes-Jacu-Nuvemb.jpg

IMG_3030

Paulo Fonseca, Tatiana Sakurai e Daniella Naomi, do Fab Lab USP, fizeram uma apresentação no Jardim Lapenna do projeto de calçadas drenantes, a ser executado com módulos préfabricados a partir de fôrmas modeladas e produzidas por fabricação digital. O encontro reuniu uma grupo significativo de organizações que atuam na várzea do Tietê: Sociedade Amigos do Jardim Lapenna, Fundação Tide Setubal, UBS, Viveiro Escola e NUA (União de Vila Nova) e Associação dos Moradores do Jardim Pantanal (AMOJAP), além da CDHU.

Foi feita uma visita ao espaço que a Associação dos Amigos do Jardim Lapenna sugere para a instalação do canteiro para capacitação dos moradores e préfabricação dos módulos das calçadas. O local é estratégico para a consolidação do espaço público na área das ocupações recentes. Foram avaliadas as próximas etapas, incluindo um novo encontro no Jardim Helena.

IMG_2960.JPG

Em encontro no FabLab da FAU-USP foram discutidos o projetos de drenagem e capacitação dos moradores locais que estão sendo desenvolvidos na área da várzea do Tietê. Estiveram presentes Paulo Fonseca (FabLab USP), Luiz Orsini (consultor, pertenceu ao Centro Tecnológico de Hidráulica da Poli-USP), Renato Daud (Gerente de Projetos da CDHU), Lígia Pinheiro e Eduardo Lopes (FabLab Garagem). Também participaram Cometa (Fundação Tide Setubal), Oswaldo Ribeiro (Acaleo / comitê da Várzea do Tietê) e Bola (Associação dos Moradores do Jardim Pantanal / Amojap).

A proposta consiste na implantação, com os moradores, de canteiros experimentais para o desenvolvimento de calçadas drenantes, combinando pré-fabricação em concreto e moldes feitos por modelagem e fabricação digital. Foram apresentados os primeiros exercícios de desenho e impressão digitais dos módulos.

IMG_2791.JPGPaulo Fonseca, do FabLab da FAU-USP, visitou a área do Pantanal, no Jardim Helena. Ele foi acompanhado por Andrea Bargas, do Espaço Alana, e Bola, da Associação dos Moradores do Jardim Pantanal (Amojap). A visita inicia o processo de implantação, com os moradores, de um canteiro experimental para o desenvolvimento de calçadas drenantes, combinando pré-fabricação em concreto e moldes feitos por modelagem e fabricação digital.