O projeto ZL Vórtice desenvolve uma série de seminários e visitas técnicas em cooperação com os orgãos públicos estaduais e municipais que pesquisam e atuam na Zona Leste, visando produzir um mapeamento das dinâmicas urbanas e atividades socioculturais existentes na região. Os encontros contam com a participação de professores-pesquisadores e estudantes da FAUUSP, Escola da Cidade e PUC-SP.


 


 

Seminário ZL Vórtice / EMPLASA – Empresa de Planejamento do Estado de São Paulo

Diana Motta – Desafios das Políticas Públicas

Os grandes desafios para a formulação de políticas públicas, especialmente na escala metropolitana. O problema da desarticulação das esferas de administração pública. Fica evidente a condução consciente e embasada em análises do trabalho das equipes técnicas das diversas áreas de planejamento público. Também ficaram claras as dificuldades de efetivação das políticas e a necessidade de diálogo mais próximo entre os diversos setores da gestão públicas e entre as esferas administrativas. O novo panorama sócio econômico brasileiro lança novos desafios ao planejamento urbano, com as organizações comunitárias desempenhando papel ativo na formulação de novas demandas quanto ao acesso a bens e serviços públicos.

Apresentação Diana Motta – Slides

 



 

Seminário ZL Vórtice / EMPLASA – Empresa de Planejamento do Estado de São Paulo

Maria Ligia Wertheimer e Eduardo Nakamura – Base de dados para o Plano Metropolitano de Habitação

Provavelmente a maior empreitada da Emplasa nesse momento seja o estudo da metrópole visando subsidiar o Plano Metropolitano de Habitação. Na área municipal de São Paulo, com a grande escassez de terras desocupadas e as enormes demandas, a tarefa é fundamental para a formulação das políticas públicas do Estado e das estratégias para enfrentar o problema da habitação. Com tal finalidade a Emplase tem constituído uma base de informações georeferenciadas em constante atualização. A base de dados está estruturada sobre quatro sistemas de informações: físico-territoriais, socioeconômicas, político-institucional e legais.

Apresentação Maria Ligia Wertheimer e Eduardo Nakamura – Slides 



 

Seminário ZL Vórtice / EMPLASA – Empresa de Planejamento do Estado de São Paulo

Fernanda Costa  – Habitação

A questão das avaliações do estado atual das problemáticas relativas à habitação, ou seja, a análise de dados dos levantamentos efetivados pela Emplasa e por outras agências, como o IBGE e a SEAD. A partir da análise dos dados são qualificadas as condições de habitabilidade do território quanto às estruturas urbanas e sociais. A habitação sub-normal, por exemplo, é analisada em confronto com informações relativas ao saneamento, alagamentos, infraestrutura ou mesmo condições sociais para viabilizar intervenções, caso típico das situações em assentamentos precários. Para demonstrar como são processados estes cruzamentos de dados foi apresentada uma plataforma de visualização desenvolvida pela equipe técnica.

Apresentação Fernanda Costa – Slides 



 

Seminário ZL Vórtice / EMPLASA – Empresa de Planejamento do Estado de São Paulo

Marcia Andrade Rodrigues – Saneamento

Nos limites do município, a questão do saneamento está consideravelmente atendida. Mas a situação é crítica em áreas com problemas de geografia ou dinâmica social. A Emplasa tem mapeado estas situações críticas para municiar as políticas, projetos e ações de urbanização na cidade. Os desafios são vários: o abastecimento de água é feito por 3 sistemas, integrados mas com pontos de desconexões; só 75 do esgoto recolhido é tratado; drenagem  por se fazer e preservação das áreas de várzea.  Porém, a principal dificuldade é a realização de obras em assentamentos precários, quer pelo controle do narcotráfico, quer seja pela atuação dos movimentos sociais contra as remoções. Tal situação é mais explícita nas ocupações de fundo de vale, onde se concentram todas as precariedades do saneamento.

Apresentação  Marcia Andrade Rodrigues – Slides



 

Seminário ZL Vórtice / EMPLASA – Empresa de Planejamento do Estado de São Paulo

Andreína Nigriello e Rafael Oliveira – Sistemas de transportes

Ao lado da questão da habitação, o transporte público encabeça a pauta dos planos urbanos atuais. Contudo, a situação é dramática em toda a metrópole, especialmente na zona leste. Existe unicamente uma linha ferroviária radial (com um entroncamento praticamente paralelo) para a região, com mais de três milhões de habitantes, em que estão sobrepostos os modais trem e metrô. Ao lado estende-se a Radial Leste, entupida de automóveis e ônibus no eixo de ligação com o Centro. A principal orientação dos estudos da Emplasa é constituir uma rede de ligações perimetrais de alta capacidade para, mais que desafogar a acessibilidade à região, estimular mercados diferentes proporcionados pelas transformações das demandas estruturadas pelo novo cenário socioeconômico.

Apresentação Andreína Nigriello e Rafael Oliveira – Slides 

Anúncios