IMG_1171.JPG

Cerca de 40 moradores de União de Vila Nova, Jardim Lapenna e Pantanal visitaram o Laboratório de Fabricação Digital da FAU. A visita inicia o acompanhamento dos testes preparatórios do projeto de calçadas drenantes de Paulo Fonseca.

IMG_1092.JPG

Na primeira visita foram apresentados os equipamentos e procedimentos dos laboratórios, de modo a permitir uma maior integração dos moradores com a proposta e equipes e instalações da universidade. A visita foi organizada pelo Instituto Alana, a Fundação Tide Setubal e a CDHU, com a participação da Amojap, do Viveiro Escola e da Associação dos Moradores do Jardim Lapenna.

 

 

Anúncios

IMG_1012.JPG

Cerca de 30 moradores de União de Vila Nova, Jardim Lapenna e Pantanal visitaram o Laboratório de Microestruturas da Poli, dirigido pelo prof. Rafael Pileggi, no último dia 12. A visita dá início ao acompanhamento dos testes preparatórios do projeto Nossa Calçada de Regina Silveira.

IMG_1070.jpg

Nessa primeira visita foram apresentados os equipamentos e procedimentos dos laboratórios, de modo a permitir uma maior integração dos moradores com as propostas e equipes e instalações da universidade. A visita foi organizada pelo Instituto Alana, a Fundação Tide Setubal e a CDHU, com a participação da Amojap, do Viveiro Escola e da Associação dos Moradores do Jardim Lapenna.

IMG_0274.JPG

Ruy Ohtake e Robert de Paauw fizeram, no dia 05/12, visita técnica ao Jardim Lapenna, quando foram recebidos pela equipe da Fundação Tide Setubal, representantes da Associação dos Moradores e o engenheiro João Batista Lino, da SABESP. Foi feito um percurso pelos pontos mais críticos de alagamento e verificado o coletor tronco existente, em especial onde é intersectado por galerias pluviais.

Ao final, uma discussão tratou das principais questões colocadas pelo projeto ZL Vórtice no Jardim Lapenna: a separação da área urbana da margem do rio, reduzindo os terrenos propícios à contenção de enchentes e o traçado proposto para o canal de infraestrutura e os dispositivos locais de drenagem, em relação à rede de saneamento da SABESP.

 

2016-11-30-PHOTO-00000134.jpg

Regina Silveira visitou o empreendimento de produção de piso intertravado que a ABCP (Associação Brasileira de Cimento Portland, responsável: engenheiro Cláudio Oliveira, gerente de Inovação e Sustentabilidade) e o Laboratório de Microestruturas e Ecoeficiência dos Materiais da Poli-USP, coordenado pelo eng. Felipe Niski Zveibil com a orientação do Prof. Rafael G. Pileggi, mantêm na vila Zat, em São Paulo. O espaço reúne dezenas de moradores para a fabricação de calçamento para um conjunto habitacional, em construção na área.

Acompanhada do arq. Ronald Monreal, a artista conheceu a tecnologia e os processos de produção desenvolvidos no canteiro, tendo em vista o seu projeto de desenhar e instalar calçadas nos bairros da várzea do Tietê, no âmbito do ZL Vórtice. Eles também conheceram o amplo projeto de capacitação profissional da comunidade local, conduzido por professores e alunos da Poli, com o apoio da ABCP.

IMG_6041.JPGRegina Silveira realizou uma oficina no Jardim Pantanal, organizada pela Amojap (Associação dos Moradores do Jardim Pantanal) e o Instituto Alana. Na oficina os moradores desenharam figuras emblemáticas do lugar, animais e espécies da vegetação da várzea, que serão incorporadas pela artista na sua proposta de calçada ou praça para o Pantanal. A oficina foi feita em conjunto com apresentação das propostas do Fab Lab SP, feita por Tatiana Sakurai. Também participaram o Cometa (Fundação Tide Setubal, Jardim Lapenna), Oswaldo Ribeiro (Acaleo Ação Cultural, Vila Itaim) e Patrícia Huelsen (Media Lab SP). À seguir foram visitadas possíveis áreas de intervenção.

IMG_3452.JPG

Tatiana Sakurai, do Fab Lab SP, apresentou a proposta de calçadas drenantes construídas com módulos pré-fabricados no Jardim Pantanal. A apresentação, organizada pela Amojap (Associação dos Moradores do Jardim Pantanal) e o Instituto Alana, foi feita em conjunto com oficina de Regina Silveira. Também participaram o Cometa (Fundação Tide Setubal, Jardim Lapenna) e Oswaldo Ribeiro (Acaleo Ação Cultural, Vila Itaim). À seguir foram visitadas possíveis áreas de intervenção.